Vencedores - 1º Curta Santos

1º Lugar: El Chateau

Direção: Victor-Hugo Borges

06'00" | animação I São Vicente-SP | 2002

Animação com clima mórbido, recintos lúgubres, canibalismo e muita sombra.

São os ingredientes do filme "El Chateau", dirigido pelo santista Victor-Hugo Borges. A história fala sobre um rapaz apaixonado que vai a um restaurante e permanece apreensivo à espera de um encontro.

Sentado sozinho na mesa, ele passa a delirar ao contemplar a altivez e a perfídia das pessoas ao seu redor, um bando de crápulas prontos para devorá-lo.

Na cozinha do restaurante, o chefe mata garotas indefesas e as esquarteja para compor seu cardápio.

Carnes humanas suculentas servidas aos montes. Cada cenário desenhado pelo próprio diretor, que também é escultor e pintor, tem inspiração explícita no expressionismo alemão.

As formas tortuosas e a utilização da sombra lembram os quadros de "O Gabinete do Dr. Caligari", do alemão Robert Wiene.

As personagens deformadas intensificam o clima de pavor. A animação tem apresentação na voz de Francisco Cuoco, incorporada em uma espécie de Drácula com nariz e queixo aduncos.

2º Lugar: Vida Ligeira

Direção: Olávo Dadá O'Garon

04' 00" | ficção I Santos-SP | 2001

Breve cotidiano de um trabalhador apressado, que tem sua insensibilidade e resignação destroçadas pela dura realidade das ruas.

3º Lugar: Olhares Invisíveis

Direção: Eduardo Ricci

19' 00" | documentário I P&B I Santos-SP | 2000

É sobre o olhar sensível dos artistas que este vídeo documentário é conduzido, buscando com isso mostrar a cidade que existe em suas mentes.

Uma forma diferenciada de ver o espaço urbano que nem sempre é visível por todos.